Quinta, 06 de Agosto de 2020
86 9 9992 1763
Saúde Amamentação

Congresso será iluminado de dourado para comemorar Dia Mundial da Amamentação

Leite materno é fundamental mesmo durante pandemia, recomenda médica.

01/08/2020 19h34
90
Por: Redacao Fonte: Agência Câmara de Notícias
A Semana Mundial  do Aleitamento Materno começa nesse sábado e vai até o dia 7 de agosto Divulgação/Agência de Notícias do Paraná
A Semana Mundial  do Aleitamento Materno começa nesse sábado e vai até o dia 7 de agosto Divulgação/Agência de Notícias do Paraná

A partir desse sábado (1º) o Congresso Nacional será iluminado de dourado para comemorar o Dia Mundial da Amamentação. A iluminação permanecerá até 31 de agosto. A iniciativa é da deputada Dulce Miranda (MDB-TO).

A Lei 13.435/17 instituiu agosto como o Mês do Aleitamento Materno.

De acordo com a diretora do Departamento de Pediatria Ambulatorial da Sociedade de Pediatria do Distrito Federal, Andréa Jácomo, a escolha da cor dourada para a campanha se deu pelo fato de o leite materno ser considerado padrão ouro em termos de alimentação infantil.

Instituída em 1992, a data coincide com o início da Semana Mundial do Aleitamento Materno — entre os dias 1° e 7 de agosto — e está contemplada pela campanha Agosto Dourado, um conjunto de ações coordenadas pelo Ministério da Saúde para conscientizar sobre a necessidade da amamentação exclusiva até os 6 meses de idade.

Proteção
A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) avaliam que o aleitamento materno exclusivo por esse período protege a criança contra desnutrição e infecções gastrointestinais. Andréa Jácomo menciona também outros benefícios, como estímulo e fortalecimento da musculatura da face, melhor respiração e alimentação no futuro, proteção contra doenças alérgicas e criação de melhor vínculo entre mãe e filho.

O leite materno é tão importante, afirma a médica, que, mesmo em tempos de contaminação por Covid-19, a amamentação pode ter continuidade.

"Os estudos recomendam a manutenção da amamentação porque o benefício supera o risco. É claro que a gente tem que respeitar a condição de saúde da mulher. Se ela está muito debilitada, não vai conseguir amamentar. Mas se a condição de saúde dela permitir a recomendação é que amamente, use máscara e reforce a higiene das mãos naquele período de transmissão, que são os 14 dias — orienta a pediatra.

 

Da Redação - RS
Com informações da Agência Senado

 

Fonte: Agência Câmara de Notícias

-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (07/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Sábado (08/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Ele1 - Criar site de notícias