Fox Trader X
Anuncio
Fatalidade

Fatalidade: Bebê de apenas 10 meses morre esmagado por televisão

Uma cômoda desequilibrada fez com que a televisão caísse em cima da criança.

04/10/2019 15h27Atualizado há 2 semanas
Por: Redacao
Fonte: Meio Norte
850
The Sun/Reprodução
The Sun/Reprodução

Um bebê de apenas 10 meses foi vítima de uma fatalidade: uma Televisão caiu de cima de uma cômoda e o matou com o impacto. A tragédia aconteceu enquanto a mãe de Harley, Natalie Bifulco,  que estava ao lado, arrumava as malas para um dia de praia com a família.  Para socorrer o filho, Natalie desceu as escadas correndo. Ela pediu ajuda a cinco vizinhos que estavam em sua sala de estar de sua casa. As informações são do IG.

Uma cômoda desequilibrada fez com que a televisão caísse em cima da criança. O caso aconteceu em 2012, mas os detalhes só foram revelados pela mãe ao The Sun nesta semana. Natalie contou ao The Sun que seu companheiro e pai de Harley estava dormindo na cama do quarto. A criança teria gritado 'mamãe' e, quando Natalie virou o rosto para ver do que se tratava o barulho e o chamado da criança, já era tarde.

“Corri o mais rápido que pude e gritei, o que fez com que o pai de Harley acordasse”, contou. 'Peguei o Harley no colo e ele soltou o ar, como se estivesse acabado de ficar sem respirar'. A criança não teve força para chorar por muito tempo e, segundo a Natalie, ele olhou diretamente para o pai e para ela e, logo em seguida, fechou os olhos.

 

The Sun/Reprodução

Uma das pessoas era socorrista e tirou Harley do colo da mãe para prestar os primeiros-socorros. "Eu ficava dizendo 'eu posso ouvir o chorinho dele', mas então, um dos meus vizinhos dizia: 'é você quem está gritando'. Eu não conseguia me controlar", narrou.

Uma ambulância foi chamada e apenas uma pessoa foi autorizada a entrar com Harley. Com medo de perder a criança, Natalie embarcou com o filho para a emergência.

"Tive que sentar na frente, mas conseguia ouvir os paramédicos tentando ressuscitá-lo. Ouvi um deles dizer que meu filho entrou em uma parada cardíaca".

Uma janela que impedia que a mãe visse o que estava acontecendo na traseira da ambulância foi fechada, na tentativa de fazer com que ela não tomasse ciência do que estava acontecendo.

Ao chegar no hospital, uma equipe com diversos médicos e enfermeiros atenderam o caso. Levaram o bebê para uma sala e tentaram salvá-lo. Momentos depois, uma enfermeira perguntou a Natalie se ela gostaria de segurar o filho enquanto ele falecia.

"Pedi que tirassem uma última foto minha com Harley e depois fomos para a sala da família. Havia um médico júnior e uma enfermeira ao meu lado, enquanto eu estava sentada com meu bebê nos braços, esperando ele morrer". A respiração de Harley ficou cada vez mais lenta. Segundo o depoimento da mãe ao The Sun, o menino tinha uma lágrima presa no olho direito, que começou a escorrer pelo rosto. 

"Eu disse a ele: 'pode descansar, você não precisa continuar lutando' e, literalmente, cinco segundos depois, o médico declarou que Harley faleceu, segundo Natalie.

A mãe contou ainda que não havia marcas vermelhas no bebê, tão pouco sangramentos ou machucados. "Não havia um único arranhão nele. Parecia que ele estava dormindo", disse.

O pai da criança chegou ao hospital logo em seguida, mas não teve coragem de entrar no quarto.

Natalie ficou com Harley no colo por cerca de 45 minutos após a declaração de óbito. Ela quase desmaiou. As enfermeiras tiveram que pedir para que ela saísse do quarto e liberasse o corpo da criança.   Com a situação, Natalie sentiu culpa por não ter sido mais rápida na hora de salvar o filho.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários