Fox Trader X
Anuncio
Saúde

Governador visita obras da Nova Maternidade de Teresina nesta sexta (4)

As obras já se encontram com 16% dos trabalhos concluídos.

03/10/2019 12h29
Por: Redacao
Fonte: CCOM
165
Equipes de construção já estão trabalhando no 4° piso do edifício (Pedro Falcão)
Equipes de construção já estão trabalhando no 4° piso do edifício (Pedro Falcão)

O governador Wellington Dias e o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, visitam, nesta sexta-feira (4), às 8h, o canteiro de obras da nova maternidade, localizada na Avenida Presidente Kennedy, zona leste de Teresina. Ao todo já foram concluídos 16% da obra e atualmente as equipes de construção já estão trabalhando no 4° piso do edifício.

A obra está orçada em aproximadamente R$ 84 milhões e é executada com recursos de emenda dos deputados federais Assis Carvalho e Iracema Portella e ainda do Tesouro Estadual. A obra terá impacto significativo na melhoria da assistência à mulher e ao bebê dentro do estado.

Serão 286 leitos, sendo 115 destinados para a terapia intensiva, com 20 unidades somente em UTI adulta, assim como 30 leitos de UTI neonatal. Além desses, 45 leitos de cuidados intermediários e 20 de leitos intermediários Canguru, que é um espaço para acolhimento de mãe e bebê, permitindo que a mãe fique mais próxima do filho.

O secretário Florentino Neto ressalta os benefícios que a nova maternidade trará para população e que todos os trabalhos estão sendo acompanhados para que o melhor serviço seja disponibilizado. “Com a nova maternidade, vamos ampliar a assistência às mulheres do nosso estado, que terão mais conforto e tranquilidade para dar à luz. Estamos acompanhando a evolução das obras de forma técnica, mas também com zelo, carinho e tendo em mente que aqui nascerão os novos piauienses”, destaca o gestor.

Autoria: Ascom Sesapi
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários