Fox Trader X
Anuncio
Crédito

Recursos de operações de crédito permitirão investimentos em todos os territórios piauienses

O Governo do Estado terá um total de R$ 3,2 bilhões para aplicar no desenvolvimento do Plano Plurianual (PPA).

25/09/2019 08h40
Por: Redacao
Fonte: CCOM
238

Com a aprovação da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) para a captação de recursos junto a instituições financeiras, o Governo do Estado terá um total de R$ 3,2 bilhões para aplicar no desenvolvimento do Plano Plurianual (PPA), que prevê a realização de várias obras, além da quitação de empréstimos anteriores.

A maior operação de crédito será de R$ 1,5 bilhão, a ser feita pelo Banco Brasil Plural. Os recursos serão usados para o PPA, englobando as ações dos programas Piauí Saudável e Seguro, Piauí Inclusivo e Sem Pobreza, Piauí com Oportunidade para Todos, Piauí Inovador, Piauí Sustentável e Piauí Eficiente e Integrado.

“São várias ações que englobam todos os setores da administração pública. As verbas servirão para recuperação de estradas, hospitais, delegacias, compra de equipamentos para o Corpo de Bombeiros, aquisição de novas máquinas do VLT, construção de UTIs, além de contrapartidas em obras importantes”, explica o secretário de Estado do Planejamento, Antônio Neto.

Outra operação, no valor de R$ 1,2 bilhão, será usada para quitar uma dívida de outro empréstimo. A vantagem é que a operação terá 30 anos para ser quitada, com juros menores do que o atual financiamento. Assim, o valor da parcela que será paga pelo Estado será menor do que o que está sendo feito hoje.

O terceiro empréstimo de 115 milhões de dólares (cerca de R$ 450 milhões), por meio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Agrícola (Fida), será destinado à construção de minibarragens, para garantir a preservação das matas ciliares, melhorar a situação dos rios Canindé e Piauí. Outra parte desses recursos será destinada para regularização fundiária, para garantir oportunidade de segurança jurídica aos moradores do semiárido piauiense.

A quarta operação, no valor de R$ 100 milhões, será realizada junto ao Banco do Brasil, com objetivo de aquisição de equipamentos para a Polícia Militar, para o Corpo de Bombeiros e para a Secretaria da Segurança.

O secretário do Planejamento disse que as operações de crédito ajudarão a economia do Piauí, já que serão realizados investimentos em várias regiões do estado. "Em momentos de crise financeira nacional, as operações de crédito são necessárias para acelerar o desenvolvimento do Piauí", acrescenta o gestor.

Antônio Neto prevê que dos três empréstimos, o mais demorado a ser liberado será o do BID, por ser internacional. A tramitação exige autorização da Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do Ministério do Planejamento e do Senado Federal. “Os recursos do BID só deverão ser creditados no próximo ano, já os demais esperamos que até o fim deste ano terão sido concretizados”, comenta o secretário.

 

Autoria: Robert Pedrosa
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários