Fox Trader X
Anuncio
Policia

Desaparecida há 24 horas, corpo de enfermeira é encontrado às margens de rio

O IML dará o resultado no máximo em 15 dias. O exame cadavérico foi feito hoje à tarde e o corpo foi liberado por volta das 17h.

02/09/2019 20h25
Por: Redacao
Fonte: cidadeverde.com
3.698
Dayse iria completar 30 anos no próximo mês
Dayse iria completar 30 anos no próximo mês

O corpo da enfermeira Dayse Cristina da Silva Oliveira, 29 anos, foi encontrado na manhã desta segunda-feira (2) às margens do rio Poti, próximo a ponte da avenida Frei Serafim.

 

A enfermeira estava desaparecida há 24 horas. Os familiares acionaram a Divisão de Desaparecidos, que investiga o caso. 

 

O delegado Walter Cunha informou ao Cidadeverde.com que o último registro de Dayse foi por volta 9h40 da manhã de ontem pegando um motorista via aplicativo. Ela desceu na avenida Marechal Castelo Branco.

 

"Coincidentemente quando estávamos fazendo a rota que ela fez, um pescador localizou o corpo e acionou os Bombeiros. Durante a investigação não apareceu nenhum indício de homicídio, mas é preciso aguardar o laudo do IML para saber se foi afogamento ou se ela tinha alguma lesão no corpo. Antes de ser encontrada morta, ela deixou mensagem que iria se matar, que estava com depressão, mas é preciso aguardar o laudo para saber as causas da morte", disse o delegado.

 

O IML dará o resultado no máximo em 15 dias. O exame cadavérico foi feito hoje à tarde e o corpo foi liberado por volta das 17h.  

O desaparecimento de Dayse deixou amigos e familiares apreensivos. Pelas redes sociais, houve mobilização em busca de informações pelo paradeiro da enfermeira.

 

Dayse é formada em enfermagem, trabalhava como doula e defendia o parto humanizado. Nas horas vagas, ajudava os pais que tem um trailer no bairro Bela Vista, zona Sul de Teresina. 

 

Equipes do Corpo de Bombeiros fizeram o resgate com o auxílio da Polícia Militar que informaram que, aparentemente, o corpo não tinha sinais de violência. 

 

A escola, que ela estudava, lamentou nas redes sociais a morte da jovem. 

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários