Copy Code
Anuncio
CEPISA

PI: mais de 200 mil famílias têm direito a desconto na conta de luz e não se cadastraram

Como fazer

01/07/2019 12h16Atualizado há 3 semanas
Por: Redacao
Fonte: cidadeverde.com
361
Fotos: Divulgação / Equatorial Energia
Fotos: Divulgação / Equatorial Energia

No Piauí, 312 mil famílias estão cadastradas na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), por serem consideradas de baixa renda. Mas, segundo um levantamento feito pela Equatorial Piauí, outras 202 mil famílias piauienses preenchem os requisitos necessários para serem inclusas no programa do governo federal, mas ainda não se cadastraram.

Para serem inclusas na Tarifa Social, é preciso que as famílias sejam reconhecidas como de baixa renda (no geral, renda de até três salários mínimos por mês). Dependendo do consumo no domicílio, o desconto pode ser de até 65% sobre o valor da conta de energia. As residências com menor consumo têm descontos maiores. Clique aqui para ver a cartilha da Cepisa sobre o assunto.

Para que possa ter direito ao desconto, não é necessário que o beneficiário do programa seja o titular da conta de energia. O Cadastro da Tarifa Social, pode ser preenchido por qualquer membro da família que possua o Número de Identificação Social (NIS). É preciso também que os dados do Cadastro Único estejam atualizados.

Para Juliana Duarte, Gerente de Gestão Comercial da Equatorial Piauí, uma conta menor trará mais facilidade de pagamento aos consumidores, o que proporcionará mais recursos para que a empresa consiga investir na distribuição e melhoria da energia.

Para isso, a Equatorial Piauí passou a oferecer, além do cadastro nas suas agências de atendimento, o cadastro no Programa da Tarifa Social por meio dos leituristas, que estão em contato direto com os clientes em suas casas.  Mais de 1.150 novas famílias já foram cadastradas desde o início desse ano graças à atuação dos leituristas.

Como fazer

Durante sua visita, os leituristas explicam mais sobre a Tarifa Social para as famílias e caso haja interesse, podem rapidamente realizar o cadastro, onde serão necessários fornecer apenas o NIS, o código único da unidade consumidora e a apresentação de um documento com foto (exclusivo para base de dados da Equatorial Piauí), ressaltando que nenhum tipo de cópia é necessária. Após o cadastro, o cliente pode verificar a mudança em sua próxima fatura, no espaço sobre classe/subclasse, que será alterado para “residencial baixa renda”.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários