Quarta, 16 de Junho de 2021
86 9 9809 4245
Geral Pará

Hospital de Clínicas é referência para tratamento de cardiopatias congênitas 

O diagnóstico precoce é essencial para que a criança cardiopata receba logo o atendimento correto

11/06/2021 19h16
15
Por: Redacao Fonte: Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará

Todos os anos, cerca de 130 milhões de crianças nascem no planeta com alguma cardiopatia congênita, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU). No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, a estimativa é que cerca de 29 mil crianças, após o nascimento ou ainda durante a gestação, recebam o diagnóstico de malformação em qualquer estrutura do coração, nos vasos ou funcionamento.

Consideradas raras, essas malformações são responsáveis por cerca de 30% dos óbitos no período neonatal, nos casos mais graves. Por isso, o diagnóstico precoce ainda é um dos principais fatores para que a criança cardiopata possa receber o atendimento correto e no tempo necessário, explica a cardiologista pediátrica Josélia Pantoja, da Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (HC).

O Hospital de Clínicas é um centro especializado no Pará para tratamento de cardiopatias congênitas
O Hospital de Clínicas é um centro especializado no Pará para tratamento de cardiopatias congênitas - (Foto: Divulgação)

“O diagnóstico precoce da cardiopatia congênita permite o tratamento adequado desde sua descoberta, e abordagem através de cirurgia ou cateterismo no momento ideal para cada tipo de cardiopatia. Geralmente, a suspeita vem com a realização de exames médicos, porém a confirmação do diagnóstico é realizada somente através do ecocardiograma”, informa Josélia Pantoja.

Há quase dez anos, o dia 12 de junho é dedicado à “Conscientização Nacional da Cardiopatia Congênita”, alertando a população sobre os sintomas e tratamentos para cada tipo de malformação. “Dependendo do tipo de cardiopatia, a criança pode evoluir com cansaço, dificuldade em ganhar peso e infecções respiratórias de repetição. Se não tratadas, as cardiopatias podem prejudicar os pulmões a ponto de contraindicar cirurgia corretiva do coração”, complementa a especialista.

Atendimento especializado- Com mais de 2 mil consultas realizadas em 2020 na especialidade de cardiologia infantil e cerca 500 procedimentos cirúrgicos feitos nos últimos três anos na mesma área, o Hospital de Clínicas Gaspar Vianna é a referência estadual para o tratamento de cardiopatia congênita. 

Andreia com a filha Anna Luiza Oliveira, que passará por cirurgia
Andreia com a filha Anna Luiza Oliveira, que passará por cirurgia - (Foto: Divulgação)
A menina Anna Luiza Oliveira, de nove meses, é uma das crianças atendidas no HC. Natural do município de Capanema, no Nordeste do Pará, ela deve passar pela primeira cirurgia já na próxima semana, o que aumentou as esperanças da mãe Andreia Oliveira, após o diagnóstico de quatro malformações no coração da filha.

“Foram sete meses sem apresentar nenhum sintoma. Nesse período, depois de duas consultas médicas na minha cidade, fui orientada a procurar um cardiologista com urgência. Cheguei aqui com ajuda de Deus e, depois da cirurgia, tenho certeza que ela vai crescer saudável, talvez com limitações, mas sempre com acompanhamento do Hospital”, conta a mãe, que ressalta a importância do acompanhamento pediátrico. “É preciso fazer esse acompanhamento antes e depois do parto”, complementa Andreia Oliveira.

Crianças com cardiopatia congênita atendidas no Hospital de Clínicas Gaspar Vianna
Crianças com cardiopatia congênita atendidas no Hospital de Clínicas Gaspar Vianna - (Foto: Divulgação)

Ainda sobre o tratamento ofertado pelo Hospital de Clínicas para Anna Luiza e outras crianças, a médica Josélia Pantoja ressalta a importância de um centro especializado no Estado. “Fazemos um acompanhamento com equipe multidisciplinar, que avalia todos os casos e indica os procedimentos no momento ideal para serem realizados. Pode-se também programar o parto da gestante cujo feto é cardiopata, permitindo suporte e tratamento logo no nascimento e desenvolvimento do bebê”, reitera a médica.

Por Marcelo Leite (HC)
Piracuruca - PI
Atualizado às 14h11 - Fonte: Climatempo
33°
Poucas nuvens

Mín. 19° Máx. 33°

33° Sensação
9.8 km/h Vento
35.4% Umidade do ar
90% (2mm) Chance de chuva
Amanhã (17/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sexta (18/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias