ESTADO DO PIAUI
Teresina
Servidores da saúde municipal de Teresina paralisam atividades na próxima quinta-feira
Eles cobram uma solução das autoridades para a questão do problema da segurança nas unidades de saúde. Segundo o SINDSERM, já foram contabilizados mais de 30 assaltos em Unidades Básicas de Saúde (UBSs) somente neste ano
11/09/2018 22h44
Por: Redacao
Fonte: Teresina Diário
218
Reprodução
Reprodução

Assustados com o crescente número de assaltos e ocorrências de violência dentro dos locais de trabalho, servidores da área de saúde do município resolveram paralisar as atividades na próxima quinta-feira (13). A partir das 8h a categoria realizará um ato público e assembleia em frente à sede da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) em busca de soluções sobre o problema da segurança nas unidades de saúde.

 

Trabalhadores e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina (SINDSERM) contabilizam mais de 30 assaltos em Unidades Básicas de Saúde (UBSs) somente neste ano e o clima de medo tem se espalhado. No último dia 28 de agosto, cerca de 700 servidores de UBSs fizeram uma manifestação em frente à Fundação Municipal de Saúde (FMS), indignados com os constantes assaltos que vêm ocorrendo.

 

Com o apoio do Sindicato, a categoria aprovou uma pauta de segurança, protocolada na FMS, somando-se às reivindicações já existentes naquele órgão desde a última greve da saúde, ocorrida em maio deste ano. A pauta inclui questões de segurança e de melhorias nas condições de trabalho.

 

“A categoria decidiu fazer uma paralisação de advertência na quinta-feira quando pretende receber uma resposta da FMS sobre a pauta. Caso não haja resposta satisfatória, a categoria está disposta a paralisar por tempo indeterminado, até mesmo por que correm risco constante de morte”, declarou o presidente do SINDSERM, Sinésio Soares.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários